14 de fevereiro de 2012

FOLHETIM DRAMÁTICO EM TRÊS ATOS LIGEIROS

ato i
me despertaste tarde eu já meio torto
raspei o lodo da cara
e sorvi-te o corpo

ato ii
me acendeste todo eu meio barroco
vesti-me de verões e oceanos
e afoguei-me nos teus encantos

ato iii
me dispensaste cedo e eu com medo
de não poder nem mais de leve
esquecer-te a palavra e a pele

Ismael Neri, Nu no cabide, c. 1927 (em commons.wikimedia.org).

2 comentários:

  1. Bem que dá pra ouvir um bolero. Ou um tango. Ou um fado.

    ResponderExcluir
  2. E qualquer deles, Paulo Laurindo, é de cortar o coração!

    ResponderExcluir