31 de outubro de 2010

VINHO TINTO



traga-me, amor
seu líquido precioso
onde se revelarão meus desejos de corpo.
emborque seu cálice em minha boca
para que lhe sorva a espuma da paixão
e deixe que o espírito do vinho
penetre-nos a carne
que consumiremos
até o último gozo.

Um comentário:

  1. A metáfora é magnifica. Amor e vinho: quanto mais curtidos, mais preciosos!

    ResponderExcluir