29 de dezembro de 2011

PENSAMENTOS BEM PENSADOS XI

Imagem em st-andrews.ac.uk.
Entrego aos meus prezados leitores mais vinte pensamentos bem pensados, para reflexão neste final de ano, em que nada de proveitoso acontece. Por isto, eles se justificam.
Para não me alongar em explicações desnecessárias, ei-los aí.


1. A alegria do carrasco é a desgraça do enforcado.

2. Se a cachaça é boa, o tira-gosto sobra.

3. Quiabo pouco, meu xinxim primeiro.

4. O galo do vizinho sempre canta fora de horas.

5. No Dia das Bruxas, as mulheres feias evitam varrer a casa, a fim de não despertar suspeitas.

6. Quem se submete a lavagem cerebral arrisca a ter seus miolos comidos por porcos.

7. Goiás tem produzido tanta dupla sertaneja, que já estuda a possibilidade de iniciar a exportação para a China, ou melhor, para a Cochinchina, para lá do caixa-prego, onde o Judas perdeu as botas.

8. Ladrão que rouba político tem indulto permanente.

9. Acabado o governo, as fotos oficiais do ex-presidente não servem nem para papel higiênico.

10. Político só dá a cara a tapa, se souber que o eleitor é maneta.

11. Boa parte das pessoas que vive com auxílio do governo, nos vários tipos de bolsa existentes, queria mesmo eram bolsas Vuitton ou Victor Hugo.

12. Vítima de erro médico vai-se queixar a Deus.

13. Se o vinho fizesse o bem que apregoam, vinhateiro não morreria.

14. Depois que Adão e Eva foram expulsos do Paraíso, o homem pegou a mania de oferecer à mulher que almeja conquistar aquilo que perdeu para todo o sempre.

15. Entre ficar preso no trânsito das marginais e tomar um banho de mar antes do trabalho, o carioca prefere a segunda opção. E é isto que fundamentalmente o diferencia do paulista.

16. Na Finlândia tudo se cria. Na China, tudo se copia. No Brasil, para tudo se dá um jeito.

17. Não posso alimentar-me de luz, como alguns apregoam, porque minha tomada não está conforme o último padrão imposto pelo governo. Sou do tempo do "gato" e da gambiarra.

18. O coco não é originário do Brasil, assim como a galinha, a manga, o boi, o pardal. Só falta dizerem que a Juliana Paes é sueca e que a Alessandra Ambrósio veio do Cazaquistão. E o nosso ufanismo onde fica?

19. O paletó do aspone se pendura em cabide de emprego.

20. O pessimista viverá mais que o otimista só para, no fim dos tempos, dizer: "Não falei que o mundo não ia dar certo? Eu já sabia! Eu não disse?".

Nenhum comentário:

Postar um comentário