10 de setembro de 2011

PENSAMENTOS BEM PENSADOS VI

Imagem tragarte.blogspot.com.



Nestes novos pensamentos bem pensados, há uma forte tensão entre o politicamente correto e o político incorreto, de modo que alguns deles podem chocar, galar ou simplesmente gorar, como ocorre aos ovos.
Todos eles, é claro, cheios de pretensões humorísticas, que não estou aqui para dar lição de vida a ninguém. Isto fica lá para a extensa literatura (?) encontrada nas prateleiras das livrarias, com seus habituais autores, grandes arrecadadores de direitos autorais.
Apraz-me (Eta verbinho mais antigo!) apenas e tão-somente fazer algum chiste (Eta substantivozinho mais demodé!), porque sei que, com eles ou sem eles, minha conta bancária - que anda mais periclitante que a de alguns países europeus - não vai sofrer modificações significativas.
Vamos a eles, sem mais delongas!
1. Os gays, ultimamente, andam tão ativos, que já estou até achando os heterossexuais muito passivos.
2. Tenho um parente gay, e fico com muita vergonha, quando ele vem me dar esporro por eu ter feito alguma merda machista.
3. Quando um gordo sobe numa balança e ela indica seu sobrepeso, não sou eu o politicamente incorreto.
4. Neguinho safado é um cidadão afrodescendente politicamente incorreto por suas práticas antiéticas e prejudiciais a seus semelhantes.
5. Na Bahia, os movimentos sociais recrudescem até o meio-dia, quando, então, amainam, até encontrar uma rede, um ensaio do Olodum, ou a lavagem da escadaria da Igreja do Bonfim.
6. Os camarões pitus criados em Itu, sem exagero, são do tamanho de pirarucus.
7. Será que o movimento gay só dá para trás, ou experimenta algum progresso?
8. Machista, quando broxa, se sente mais acabado que bicha aposentada.
9. A prática recente da adoção de crianças por casais gays implicará necessariamente na adaptação de toda teoria freudiana. Serão dois pais ou duas mães, o que, convenhamos, é demais para qualquer equilíbrio emocional.
10. Não há nada mais improdutivo que mesas-redondas sobre a última rodada do campeonato brasileiro de futebol. Nem mesmo um singelo lateral será revertido, malgrado todas as críticas fundamentadas dos comentaristas abalizados.
11. Numa derrota por goleada, não há nada mais desonroso que o famigerado gol de honra.
12. Pior que ser goleiro de time de várzea, é só servir para bandeirinha e ainda correr do lado que tem urtiga e pó-de-mico.
13. Na linguagem jurídica, uma transa vira conjunção carnal. O mesmo não se dá com a gramática.
14. Pressupor que, um dia, o ser humano dará certo comprova a ideia de que o ser humano é mesmo incorrigível.
15. Nada do que o Júlio César, goleiro da Seleção Brasileira, já pegou nos campos de futebol se compara ao que ele pega à noite entre os lençóis no recesso do lar. Ai, ai!
16. Pior cego é aquele que, além de não querer ver, pragueja contra a escuridão, xinga o seu autor e mete a bengala no cão-guia.
17. Quando você lança o anzol num rio, para pegar um peixe, e fisga um pneu velho, é sinal de que, além do meio ambiente, seu almoço está perdido.
18. Um coxo e um mentiroso são pegos facilmente. Só que, com relação ao mentiroso, se você não conseguir provas cabais, será certamente processado por calúnia, injúria e difamação.
19. Um mero placar de 1x0, mesmo conseguido de forma irregular, derruba todas as estatísticas de jogo que eram francamente favoráveis ao derrotado.
20. Haverá dia em que os pessimistas terão total razão, o que obrigará os otimistas, consequentemente, a se tornarem também pessimistas. E, assim, felizmente, não haverá mais a axé music.
21. Em toda ditadura, os que têm a dita mole se sentem de oposição?
22. Quando o Brasil se vir livre das duplas de sertanejos universitários, será sinal de que elas ou passaram à pós-graduação lato e stricto sensu, ou, melhor ainda, foram jubiladas da universidade


23. Politicamente correto é uma virtude cívica raramente encontrada em ambientes politicamente frequentados, tais como câmaras, assembleias, congressos, ministérios, secretarias e governos em geral.

Um comentário: