16 de novembro de 2010

ANTISSONETO

(G. Braque, Le portugais, 1911/12.)
este soneto natimorto
por não ter métrica
nem ter temática
não é soneto nem nada

porque soneto
que se pretenda a tanto
além da forma e do tema
tem que ter engenho e arte

mesmo que torto este soneto
é bem possível ver-lhe um metro
de medida incerta

que nada medirá por certo
porque fazer soneto após camões bocage
é chover no molhado é até sacanagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário