25 de setembro de 2015

LUMIAR


Agora
Quando quiser ir ao bar
Irei para Luminar
Quando bater a ânsia das águas calmas do mar
Irei para os rios de Lumiar
Quando a luz faltar
Irei vaguear à cata dos vaga-lumes de Lumiar
Quando quiser enfim me encantar
Irei ver a lívida lua serena alumiar Lumiar


Lua crescente, com interferência de galho de árvore,
em Lumiar (foto do autor).

8 comentários:

  1. Parece que encontraste tua Pasárgada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem pode ser, Paulo Laurindo! O lugar é agradabilíssimo!

      Excluir
  2. Se no bar do Lumiar te servirem mal
    Vem a Portugal
    Se sentires o rio do Lumiar muito frugal
    Encontrarás diferente em Portugal
    Se a luz te faltar e for habitual
    Nunca te faltará em Portugal
    Se quiseres enfim, te encantar de forma natural
    Pega na Jane e vem a Portugal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha que estás provocando. Resolvo e acabo aparecendo por aí com a Jane. Hahaha!

      Excluir
  3. Diz dia e hora, estarei esperando no aeroporto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos aguardar, amigo. Nosso real está fraquinho, fraquinho, por agora. Esperemos que ele se recupere. Obrigado.

      Excluir
    2. Vamos aguardar, amigo. Nosso real está fraquinho, fraquinho, por agora. Esperemos que ele se recupere. Obrigado.

      Excluir
    3. Mas que tal vocês aparecerem por aqui? Jane mandou convidar. E quem manda aqui é a Jane.

      Excluir