15 de fevereiro de 2014

VIDA LADEIRA ABAIXO

(Publicado originalmente em Gritos&Bochichos em 8/4/2010).

Vem vindo a vida
Ladeira abaixo
Rolando solta
Por entre os seixos
Depositados
Por enxurradas
Que derrubaram
Muitos barrancos
Que soterraram
Vários barracos
Vem vindo a vida
Ladeira abaixo

Vai indo a vida
Na enxurrada
Por entre a lama
Desenfreada
Paredes tortas
Sonhos zerados
Filhos perdidos
Pais desgraçados
Sem que se possa
Salvar mais nada
Vai indo a vida
Na enxurrada

Sobraram choros
Lágrimas fartas
Que não se bastam
Por tantas faltas
Restamos nós
Todos marcados
Pra todo o sempre
Com a dor que mata
Intermitente
Porque dos olhos
Sobraram choros
Lágrimas fartas
 
Kandinsky, Unbroken line, 1923 (em invisiblebooks.com).

Nenhum comentário:

Postar um comentário