25 de novembro de 2014

RECEITAS DE MINHA MÃE


Minha mãe amassa a massa
Com que faz pastéis de sonhos
Beijus que cintilam no céu da boca
Enrola a massa em tranças de Rapunzel
Cristalizadas de açúcar
Com que a vida adoça
Faz pão italiano de redondo feitio caipira
Bolo com gosto de infância
E broa de milho da roça
Mexe o tacho do açúcar mascavo
E na calda fumegante derrama amendoim torrado
Donde saem alegres pés-de-moleque
O pão dormido ela acorda como mironga
E com natas recolhidas por semanas
Misturadas à farinha
Faz pãezinhos indescritíveis que derretem em plena boca

Todas essas receitas traz de cor no coração de mãe
De avó
De bisavó
Não estão anotadas
E por menos que um por elas clame
Estarão prontas

E nenhuma delas jamais desanda


Obra de Johannes Vermeer, Leite fresco, 1658/60 (sv.wikipedia.org).

Nenhum comentário:

Postar um comentário